Estudantes reforçam ocupação na reitoria da Universidade de Brasília

Cerca de 70 jovens dormiram a última noite na reitoria da universidade.
Estudantes pedem que Ministério Público acompanhe o caso.

Rafaela Céo Do G1 DF

Cerca de 70 alunos dormiram a última noite no gabinete do reitor e na sala de reuniões da reitoria da Universidade de Brasília (UnB), informa o comando do movimento estudantil. Outras 70 pessoas que estavam bloqueando a entrada no campus Ceilândia no começo desta quarta-feira (14) se deslocaram para o Plano Piloto para reforçar a manifestação. Continuar lendo

Jornal de Relações Internacionais, “O Cosmopolítico”, comenta a ocupação

Todos repararam que a Reitoria da nossa Universidade esteve ocupada por um tempo aé terça-feira da semana passada.

Não é nenhum segredo, ainda, que essa ocupação teve como maior objetivo a paralisação imediata, visando à discussão pela comunidade acadêmica, do projeto de construção de duas vias que passariam por dentro e pelas imediações da UFF, a Via Orla e a Via 100.

Agora, como e por quem essa ocupação foi feita, imaginamos que seja algo que só quem esteve lá conseguiu perceber. Continuar lendo

Carta aberta das/os estudantes do campus Goytacazes da UFF

Em função da precaridade e do sucateamento da universidade pública na atual conjuntura nacional, e entendendo a educação como um direito que deve ser garantido pelo Estado, nós estudantes do Pólo de Campos dos Goytacazes da UFF, vimos através deste documento público colocar nossa indignação à forma como o governo federal vem tratando a expansão das universidade federais. Continuar lendo

Moção de apoio do Coletivo Nacional Levante!

Ocupar a reitoria não é um ato de revoltados, mas uma manifestação daqueles que desejam transformar a realidade e se cansaram de esperar por governos e outros poderes. Significa a ação antes do discurso, um veneno para a falácia.

Em todo o Brasil já sentimos um corte profundo e o fim da ilusão de um país de igualdade. O voto vale um e por isso ano passado, nas eleições as mentiras maquiadas pelos milhões das campanhas diziam que o povo estava no poder. Agora podemos encarar com tristeza que nada mudou e nada mudará se ficarmos esperando. O movimento estudantil acorda mais uma vez para gritar, mas não só isso. Continuar lendo

Apoio do Centro Acadêmico de Geografia – UFMT

O Centro Acadêmico de Geografia (CAGEO) da Universidade Federal de Mato Grosso gestão “Não vim até aqui pra desistir agora” se solidariza e apoia os estudantes  da UFF na ocupação da reitoria por uma Universidade Pública Gratuita e de Qualidade.
Ao longo dos anos vemos o sucateamento das universidades públicas e nada diferente do que encontramos na UFF temos também aqui na UFMT e em todos estabelcimentos públicos de ensino. É neste momento de greves,ocupações e manifestos que vemos não só estudantes se movimentarem, mas toda a comunidade universitária e por isso devemos unir nossas forças contra as mazelas que estes “PATRÕES COM SEUS CÃOS DE GUARDA” nos impunham e de forma organizada dizermos: A UFF É PRA LUTAR!

Saudações de luta a todos.

O Fluminense – Alunos da UFF continuam mobilizados mesmo após desocupação da reitoria

Mesmo após reitor da Universidade Federal Fluminense firmar compromisso com estudantes, no próximo dia 14 será realizada nova assembleia para avaliar sobre movimento

Após conseguirem com o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles, o compromisso de atender às suas reivindicações e assim, desocuparem a reitoria da UFF, os alunos do Diretório Central dos Estudantes (DCE) informaram na quarta-feira  que vão continuar a mobilização. Continuar lendo

Site da UFF – Pauta com os itens apresentados pelos estudantes e acordada com o reitor

No dia 6 de setembro no prédio de Odontologia, Campus do Valonguinho da UFF, a comissão de negociação do movimento de ocupação da Reitoria da UFF “Maria Clemilda e Manoel Gutiérrez”, em reunião com os representantes da Reitoria, aprova como pontos debatidos para a resolução dos problemas apontados, as seguintes medidas: Continuar lendo

G1 – Após ocupação, estudantes da UFF querem cobrar promessas do reitor

Os cerca de 300 alunos deixaram a reitoria antes da ação da polícia. Audiência pública com o reitor foi marcada para 5 de outubro.

Do G1, em São Paulo

Depois de desocuparem da reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF), os alunos do Diretório Central de Estudantes (DCE) afirmaram que realizarão uma assembleia na quarta-feira (14) para avaliar os protestos. Uma audiência pública com o reitor Roberto Salles foi agendada para o dia 5 de outubro. Continuar lendo